Polvo

Tudo o que se encontra no interior da cabeça do polvo serve de isca especialmente o “ferrado” (aquela parte branca que se encontra dentro da cabeça e parece um ovo).

O ferrado depois de picado com o anzol liberta a tinta gradualmente, fazendo com que o peixe a detecte muito longe.
Outra parte que se pode iscar são os pulmões que também se encontram na cabeça do polvo sendo estas es esbranquiçadas. Ou então, as ovas do  polvo quando as tem, sendo estas amareladas e redondas.

Como iscar

Para fazer a iscada é necessário fazer uma preparação:

  1. Cortar individualmente cada um dos raios do polvo.
  2. Retirar todos os seus tentáculos e peles exteriores, de modo a ficar apenas um “filete”  comprido completamente branco.
  3. De seguida pode ser congelado. Deve cortar-se ao meio com uma faca/navalha numa superfície lisa, o raio do polvo, que fica assim dividido em dois.
  4. De seguida, corta-se um bocado, de forma ao tamanho se ajuste ao do anzol.
  5. Na superfície lisa, deve de seguida bater-se algumas vezes ao longo da tira de polvo com a parte grossa da faca/navalha e modo a amolecer o mesmo, até ficar com uma textura parecida com pastilha elástica.
  6. A tira de polvo deve ser espetada no anzol, e levada inicialmente para lá da patilha do anzol, ficando sobre a linha do destorcedor.
  7. Dá-se uma volta e repete-se a experiência 2 ou 3 vezes. Depois basta ir compondo o anzol o que resta da tira, sempre dando um volta antes de espetar novamente no anzol.

Aguenta bastante tempo dentro de água sem se desfazer, o peixe mais pequeno tem dificuldade em retirá-lo do anzol;
Não necessita fio elástico para segurar; pela sua resistência, é indicado para lançamentos longos e mares agitados, logo pode ser utilizado no surfcasting, preferencialmente no Inverno; Bastante utilizado também à noite;

É um isco para capturas de grandes sargos e robalos.

Comentários

comentários

1 Comment

  1. Joaquim silva

    1 de Janeiro de 2018 at 3:16 pm

    Sou principiante nesta pesca de e todas as dicas são importantes da minha parte muito obrigado

Deixar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *