Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Pesca à Pluma (Flyshing)

A pesca à Pluma é uma modalidade muito técnica que consiste no lançamento do isco (pluma – mosca) sobre a água de modo a potenciar a captura, exige prática e técnica assim como a visualização do peixe.

A pesca à Pluma, que para muitos é apenas um desporto, para outros é uma arte.




A forma de lançar a linha, a dedicação e o estudo nas pesquisas de montagem das moscas, que se resume na apresentação de imitações de insectos em estado de larva ou alados, para que estas não passem despercebidas aos olhos das trutas, respeitar o meio ambiente tentando não prejudicar a fauna e a flora nos nossos pesqueiros, preservar as espécies que existem em número diminuto, devolvendo todas as capturas ao rio (peixes), são regras que todos deveriam usar como base no desenvolvimento desta prática desportiva.
Além da prática em rios, também se pratica em lagos e no mar.

A pesca à pluma, é uma técnica mais desportiva, foi pioneira na filosofia de captura e largada do peixe, utilizam-se cada vez mais anzóis sem barbela, de forma a minimizar traumatismo ao peixe na altura da luta, para dessa soltar o peixe em perfeitas condições de sobrevivência.

Pesca com Mosca Seca: O método mais popular da pesca com mosca, imita insetos que pousam ou caem na superfície da água, como libélulas, gafanhotos, borboletas, formigas de asa, etc. Devem imitar o inseto que está a utilizar.

Pesca com Ninfa: Imitam de forma imatura insetos aquáticos e outras formas de alimentos aquáticos de peixes como vermes, sanguessugas, etc. Devem ser lançadas ao rio e deixadas descer corrente a baixo de modo natural o mais próximo do fundo possível assim como um pequeno inseto sendo levado pela corrente.

Pesca com Streamers: O Streamer basicamente imita um pequeno peixe, que pode ser trabalhado mais devagar com pequenos toques imitando uma presa ferida ou com alguma dificuldade, ou mais rápido como um pequeno peixe que ataca os filhos dos predadores.



Para finalizar, ficam 3 conselhos para a iniciação na pesca à pluma:
1. Respeite o meio ambiente.
Após a luta, que nos dá o animal o que se deve fazer, é devolvê-lo à água e deixar de lado o instinto para a recolha de pescador. A captura e liberação é uma forma de garantir o futuro desta técnica.

2. Aquisição do material
A primeira coisa a fazer é obter um kit inicial. Existem vários kits económicos no mercado. É perfeito para desfrutar dos primeiros dias até adquirir alguma experiência. Também vai ter de adquirir um pequeno lote de moscas.
Algo importante é conhecer alguém que o possa ajudar a começar. Não há necessidade de ser um especialista, mas lembre-se que a partilha de experiências é sinônimo de aprendizagem.

3. A escolha do local
Procure um espaço mais aberto, onde a pesca é mais fácil, no início é bastante complicado pescar com árvores por perto. E não se preocupe se os peixes não picam, as trutas são muito espertas e os bons resultados serão uma questão de tempo, prática e insistência.

Comentários

comentários

Deixar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *