Pesca à Truta com Medalha / Colher




Pesca à truta Spinning Com Medalha / Colher
Será talvez, uma das praticas mais utilizadas na pesca à truta, é uma técnica que requer bastante pratica no lançamento uma vez que o peso de arremesso é muito ligeiro não é muito fácil inicialmente acertar com a amostra nos sítios onde pensamos ser o mais indicado .

A cana a utilizar não deverá ser muito demasiado grande entre 1,5M a 2,5M e de Acção ligeira na ponta.

O Carreto convém que seja relativamente leve, uma vez que vamos passar algum tempo com a cana na mão em relação à recuperação ratio 5:1:1 ou 6:1:1.

A linha algo entre 0.16 e 0.25 será perfeitamente suficiente.




As medalhas / Colher / Spinner podem ser ondulantes (Colher) ou rotativas (Medalha) , com um tamanho entre 1 e 4 . As cores podem variar entre branco, preto, vermelho, verde, ouro e prata , com riscas , pintas etc.
a pesca amostras rotativas e ondulantes

A escolha da medalha varia com vários fatores entre eles a cor da agua, o fundo do rio em que estamos a pescar e as condições do tempo. Com sabe não existem critérios certos pois na pesca o que è hoje pode não o ser amanhã , contudo se ainda não tem as suas próprias opiniões formada acerca de que medalha utilizar pode seguir este conselho : dourados com pintas vermelhas, para dias nublados e as prata com pintas vermelhas para dias .

Lançar / Recolher
Depois de o material devidamente montado e a medalha escolhida vamos então começar a nossa pescaria. Tenha especial atenção a fazer os lançamentos, se ainda não tiver pratica neste tipo de pesca aconselho a treinar primeiramente os lançamentos em sítios com espaço pois facilmente poderá ficar com a medalha presa nos ramos da margem oposta.
Antes de efetuar o lançamento deve observar todo local envolvente. Fazer uma boa leitura do pesqueiro é fundamental para uma pesca bem sucedida.
Tente adequar a velocidade de recolha à velocidade da corrente tentando que a medalha mantenha um movimento uniforme e uma velocidade constante .
Não se esqueça de trabalhar todas a camadas de água, variando com o tempo que deixa afundar a medalha.
Lembre-se que a amostra que tem presa na ponta da linha não é mais nada menos que uma imitação das presas com que as trutas se alimentam.
Poderá variar a velocidade ou até mesmo fazer algumas pausas enquanto recolhe para que a sua amostra se demonstre cansada, desvairada e até mesmo ferida passando a imagem as trutas que será um alvo fácil sem muito esforço.
Defina o seu trajeto mas lembre-se que nesta técnica deverá se deslocar de jusante para montante , fazendo lançamentos de contra a corrente recolhendo a favor da corrente.

Também lhe pode interessar:

Considerações Sobre a Pesca à Truta
A Pesca ao Achigã – Spinning em águas doces

Boas Pescas!

Comentários

comentários

1 Comment

  1. Rui

    16 de Junho de 2017 at 10:53 pm

    E AS prata com pinta vermelha para que dias ?

Deixar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *